Ex-preso processa enfermeira por causa de ereção de 55 horas

Posted On 14/06/2009

Filed under Notícias

Comments Dropped leave a response

O ex-presidiário Dawud Yaduallah, de 43 anos, entrou com um processo contra a enfermeira Judith Lovelace devido a uma ereção prolongada de 55 horas que ele teve, segundo reportagem do jornal norte-americano “New York Post”.

Yaduallah alega que teve uma ereção dolorosa após ter sido medicado pela enfermeira. Ele diz que Judith Lovelace provocou “graves danos ao seu pênis, incluindo disfunção erétil, incapacidade de ejacular e dor durante as relações sexuais”.

De acordo com o inquérito, o homem afirmou que necessita de uma prótese “para restaurar sua função sexual”. Além disso, ele destacou que seu problema médico tem afetado seu casamento.

Yaduallah, que era conhecido anteriormente como David Hanley, disse que, durante o tempo em que ficou preso, recebeu doses diárias de antipsicóticos, que provocaram efeitos colaterais, como ereções persistentes e dolorosas.

Que isso,coitado do preso
Acho que e viagra

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s